quinta-feira, 30 de novembro de 2017

PGR pede provas sobre alegado plano para matar presidentes do parlamento e do PAIGC

O Procurador-geral da República da Guiné-Bissau, Bacar Biai, pediu ao Tribunal Regional de Bissau para solicitar à Assembleia Nacional Popular "elementos probatórios" sobre alegados planos para assassinar os presidentes do parlamento e do PAIGC.

"Na ordem dessa preocupação, o Procurador-Geral da República instruiu a Vara-crime do Tribunal Regional de Bissau para solicitar ao referido gabinete no sentido de fornecer todos os elementos probatórios que possam facilitar a identificação dos referidos autores para traduzi-los à justiça, assim como, inquirir o subscritor do referido comunicado", refere, em nota à imprensa, a Procuradoria-Geral da República.

Num comunicado, divulgado terça-feira, o gabinete de imprensa do presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP), Cipriano Cassamá, refere ter recebido de "fontes bem informadas e posicionadas a informação de que esteve em curso, durante a marcha que teve lugar nos dias 16 e 17, um plano para a eliminação física do presidente do parlamento e do presidente doPAIGC", Domingos Simões Pereira.

A Guiné-Bissau vive há cerca de dois anos uma crise política, que levou ao encerramento do parlamento.
Rispito.com/RTP, 30-11-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público