segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Crises africanas devem ser resolvidas pelas lideranças africanas mas ONU é sempre parceira

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou hoje em Lisboa ser "um grande defensor da liderança africana" para resolver os problemas que afetam aquele continente, nomeadamente a crise política que afeta a Guiné-Bissau desde o verão de 2015.

"Temos [nas Nações Unidas] uma visão clara de parceria com as instituições africanas. Temos com a União Africana uma relação de enorme cooperação e estamos a fazer o mesmo com as organizações sub-regionais como a Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO)", realçou o ex-primeiro-ministro português, que assumiu a liderança da ONU em janeiro de 2017, quando questionado sobre a atual situação política guineense

A Guiné-Bissau vive uma crise política desde a demissão, pelo Presidente, José Mário Vaz, do governo liderado por Domingos Simões Pereira (PAIGC), em Agosto de 2015.
Rispito.com/Lusa, 19-02-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público