sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Legislativas: PR começa auscultação e CNE lamenta falta de condições objetivas para sua realização  

Em comunicado emitido esta sexta-feira o Presidente guineense José Mário Vaz, anunciou que vai iniciar na próxima semana a auscultação de todos os partidos políticos com objectivo de fixar a data para as próximas eleições legislativas, previstas para este ano.

José Mário Vaz afirma que, para o efeito, “encetou diligências junto ao Supremo Tribunal de Justiça, com vista a obtenção de informações sobre a situação, no plano legal, dos partidos políticos”.

Para o Chefe de Estado guineense “em conformidade com as disposições constitucionais e legais, as eleições legislativas deverão ter lugar no corrente ano de 2018”.

No comunicado, assinado pelo seu Conselheiro Porta-voz, José Mário Vaz disse estar “empenhado em tudo fazer para cumprir os preceitos constitucionais e legais, relativos às eleições legislativas e o respectivo calendário eleitoral”.

O Presidente guineense reage numa altura em que o novo primeiro-ministro, Artur Silva, continua a ter dificuldades em formar Governo, e perante a pressão da Comunidade Internacional e a oposição guineense que exigem o cumprimento do acordo de Conacri.

Certo é que, a Comissão Nacional das Eleições acaba de responder lamentando que  está fora de questão a realização das legislativas no mês de Maio em respeito do calendario.

Apos uma reunião nesta sexta feira, o Secretário executivo da Comissão Nacional de Eleições disse que não há condições objectivas para a realização das eleições legislativa prevista ppelo menos no mês de Maio. E em consequência será elaborado um novo projecto de cronograma a ser submetido as entidades competentes.
Rispito.com, 23/02/2018


Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público