quarta-feira, 9 de maio de 2018

Luís Melo é o novo presidente da Câmara Municipal de Bissau

A ministra da Administração Territorial da Guiné-Bissau, Ester Fernandes, nomeou Luís Melo novo presidente da Câmara Municipal de Bissau (CMB) e indicou novos responsáveis para as regiões de Biombo, nordeste, e Gabú, leste.

Através de um despacho a que a Lusa teve acesso, Ester Fernandes indica ainda que Luís Melo terá como vice-presidente, Rui Cardoso, antigo governador da região de Cacheu.
Para a região de Gabu, Ester Fernandes nomeou Abdu Sambu, antigo responsável na região de Bafatá, e Armando da Silva, antigo administrador do setor de Prábis, para a região de Biombo.

A ministra justifica as nomeações com a necessidade de preenchimento das vacaturas que existem na administração local com a suspensão por ela decretada de todos os governadores regionais.

Os quatro novos responsáveis, são dirigentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC).

No passado dia 04, Ester Fernandes suspendeu os oito governadores que asseguram o poder do Estado nas regiões, incluindo o presidente da Câmara Municipal de Bissau que, na altura, era assegurado por Carlos Costa.

Não foram nomeados novos responsáveis para as restantes regiões, ficando a gestão dos assuntos correntes sob a responsabilidade dos secretários regionais, indica o despacho de Ester Fernandes.

Certório Biote, vice-presidente do Partido da Renovação Social (PRS), que partilha a governação do país com o PAIGC e outras três forças políticas com assento no parlamento, criticou a suspensão dos governadores e propôs o diálogo para ultrapassar o que considera ser medida que poderá colocar em causa a coesa do Governo.

Segundo Biote, existe um acordo de partilha para governação local entre o PAIGC e PRS e que estaria a ser desrespeitado com as decisões assumidas por Ester Fernandes.
Rispito.com/Lusa, 09-05-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público