terça-feira, 17 de julho de 2018

Direitos Humanos em analise na Guiné-Bissau

Uma missão da comissão da União Africana (UA) iniciou hoje consultas e reuniões com diferentes entidades públicas e da sociedade civil da Guiné-Bissau para saber o nível do respeito e proteção dos Direitos Humanos no país.
Image result for angolana Maria TeresaChefiada pela angolana Maria Teresa, comissária da UA dos Direitos Humanos e dos Povos, a missão, que vai permanecer em Bissau até sexta-feira, tem encontros previstos com o Governo, partidos políticos, jornalistas, ativistas das organizações da sociedade civil, irá visitar hospitais, escolas, prisões, entre outras instituições.

Maria Teresa indicou que a sua missão está em Bissau "para saber se os direitos humanos estão a ser respeitados" no país "e, se não estiverem, saber o que é que se pode fazer para ajudar" a Guiné-Bissau, sublinhou.
A comissária que também tutela por Cabo Verde, Guiné-Equatorial, Moçambique e São Tomé, adiantou que a missão está na Guiné-Bissau para se dar a conhecer junto dos guineenses.
Com o objetivo de saber se a liberdades de expressão é respeitada na Guiné-Bissau, a equipa de Maria Teresa vai se encontrar com os jornalistas e para perceber se as manifestações são permitidas no país, tem um encontro com diversas organizações da sociedade civil.
"Estamos aqui para ouvir", notou Maria Teresa, frisando que a comissão tem três mandatos essenciais, promoção dos direitos humanos, proteção dos mesmos e interpretação da Carta Africana sobre os direitos humanos e dos povos.
Rispito.com/Lusa, 17-07-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público