quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Empresas portuguesas apoiam setor das águas e eletricidade da Guiné-Bissau

Resultado de imagem para eagb bissauA Águas de Portugal, a EDP e a Leadership Business Consulting assinaram com o Governo guineense, em Bissau, um contrato para gerir e melhorar a qualidade do serviço prestado aos clientes pela Empresa de Eletricidade e Águas da Guiné-Bissau (EAGB).

"O objetivo é ajudar a EAGB a aperfeiçoar os seus sistemas de gestão e a desenvolver o seu projeto para que em cerca de três anos esta empresa possa ser muito melhor em termos de desempenho económico, financeiro e na qualidade dos serviços que presta aos seus clientes do que aquilo do que é hoje", afirmou Carlos Madeira, da EDP.

O contrato, que foi assinado hoje no Ministério das Finanças, na capital guineense, terá a duração de três anos e é financiado pelo Banco Mundial, com 3,9 milhões de euros, no âmbito Projeto de Urgência para Melhorar os Serviços de Água Potável e Eletricidade.

"O acesso à eletricidade e água são essenciais para o desenvolvimento económico. Na Guiné-Bissau, no entanto, o fornecimento de eletricidade e água é insuficiente para satisfazer a procura crescente de serviços e empresas", afirmou o representante do Banco Mundial no país, Amadou Oumar Ba.

Segundo dados da ONU, disponibilizados no último relatório da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento, na Guiné-Bissau menos de 20% da população tem acesso a eletricidade e a água canalizada.

"Agora é avançarmos e construirmos algo muito importante e que vai permitir que a Guiné-Bissau tenha uma empresa que será fator para atrair investimento para o país", afirmou o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes.
Rispito.com/Lua, 22-11-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público