terça-feira, 17 de março de 2020

Morreu Serifo Nhamadjo, ex-Presidente de transição

O ex-Presidente de transição, entre 2012 e 2014, morreu esta terça-feira (17.03), aos 62 anos, em Lisboa, vítima de doença. Serifo Nhamadjo, que também liderou o PAIGC, opôs-se a alguns correligionários na Presidência.

Serifo Nhamadjo assumiu a liderança no período de transição na Guiné-Bissau, na sequência de um golpe de Estado, protagonizado por militares. Antes, desempenhou as funções de primeiro vice-presidente do Parlamento guineense. 

Nhamadjo concorreu para as eleições presidenciais, tendo alcançado 15,75% dos votos na primeira volta, um processo eleitoral que viria a ser interrompido pelos militares. A 12 de Abril de 2012, próximo do início da campanha eleitoral visando a segunda volta das eleições presidenciais, os militares tomaram o poder. A operação seguiu-se ao conflito militar em 2010 e a um golpe de Estado falhado em 2011.

Na altura, foi designado Presidente da República de transição, e embora tenha dito ter recusado devido a ilegalidade da nomeação

Mas em abril de 2012 o seu próprio partido, o Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), chegou a acusá-lo de “traição” e de “irresponsabilidade” por estar a negociar o fim da crise política com os golpistas à revelia do partido. Por isso, o partido retirou mesmo a confiança política a Serifo Nhamadjo.

Dedo acusador contra Jomav

O político se assumia como amante da paz, justiça e estabilidade. Em maio de 2019 Serifo Nhamadjo criticava o Presidente José Mário Vaz pela instabilidade governativa da Guiné-Bissau nos últimos anos. Segundo Nhamadjo, Jomav deveria ter convidado o partido que ganhou as eleições a apresentar o candidato ao primeiro-ministro, mas não o fez alegando falta de confiança.  

Nhamadjo era formado em contabilidade e análises em Portugal. Foi um assumido amante do futebol, particularmente do Benfica, tendo chegado a ser presidente da casa daquele clube de Bissau. Foi ainda fundador e primeiro presidente do Clube Desportivo de Mansaba, no interior norte da Guiné-Bissau.
Rispito.com/DW Africa, 17/03/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público