sexta-feira, 17 de julho de 2020

Proposta de Orçamento da Guiné aumenta dotações para saúde e educação

Guiné-Bissau: Comportamentos desviantes de técnicos de saúde são ...

A proposta do Orçamento do Estado da Guiné-Bissau para o período entre 2020/2021 está orçado em cerca de 400 milhões de euros e vai aumentar as dotações para os setores da saúde e educação, anunciou fonte governamental.
Oesforço para a área da saúde vai consumir mais de 10% do total das despesas", disse hoje à Lusa o ministro das Finanças, João Fadiá.
Depois da saúde, é o setor da educação que terá um aumento da dotação em cerca de 08%, afirmou o governante.
Segundo João Fadiá, a proposta do Orçamento do Estado foi apresentada na quarta-feira ao Conselho Permanente da Concertação Social e deverá ser hoje aprovada na reunião do Conselho de Ministros, seguindo depois para debate na Assembleia Nacional Popular.
O ministro das Finanças destacou também que o documento prevê despesas de investimento de cerca de 61 mil milhões de francos cfa (cerca de 93 milhões de euros) e 53 mil milhões de francos cfa (cerca de 80 milhões de euros) de reembolso da dívida.
As despesas de funcionamento rondam os 147 mil milhões de francos cfa (cerca de 224 milhões de euros) e o défice é de 101 mil milhões de francos cfa (cerca de 154 milhões de euros).
O Governo da Guiné-Bissau, liderado por Nuno Gomes Nabian, tomou posse em março, mas o seu programa só foi aprovado este mês.
Rispito.com/Economia ao Minuto, 17/07/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público