segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Cinco chefes de Estado africanos e MNE português em Bissau para comemorações da independência

Os presidentes da Mauritânia, Senegal, Nigéria, Burkina Faso e Togo e o chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva, vão estar na quinta-feira em Bissau para participarem nas comemorações do dia da independência, disse hoje fonte da Presidência guineense.

Segundo a mesma fonte, o chefe da diplomacia da Libéria, Dee-Maxwell Saah Kemayah, também vai estar presente nas comemorações em representação do chefe de Estado da Libéria.

As celebrações do dia da independência, proclamada em 24 de setembro de 1973, vão decorrer no estádio nacional, em Bissau, e, segundo o programa, o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, fará um discurso e entregará condecorações.

O programa inclui também a inauguração das avenidas com os nomes do Presidente do Senegal, Macky Sall, e do Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, e um almoço oficial para os chefes de Estado convidados, que devem deixar Bissau durante a tarde.

Umaro Sissoco Embaló termina as celebrações do dia da independência com um cocktail na Presidência guineense.

A Guiné-Bissau declarou unilateralmente em 24 de setembro de 1973. A declaração foi feita pelo antigo Presidente João Bernardo "Nino" Vieira.
Rispito.com/Lusa, 21/09/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público