quinta-feira, 13 de outubro de 2016

ERAM ESTES, SÃO ESTES - PRS, G15 E PAIGC 

(...)acontecimento fulcrais que nos conduziram a este geringonça são : congresso de CACHEU,  nosso voto, fragmentação no seio dos libertadores e exoneração do governo liderado por Domingos Simões Pereira, ora, é um despropósito salpicado com insolência atribuir o último caso como exclusivo razão desta crise, sim, pode até ser o principal, mas lá isso é verdade, a discussão sobre motivo da crise, mais parece com história de ovo e da galinha. 

O tempo que crise durou deu panos para manga,  o tenebroso caminho de intransigência virou em cedência cínica, porque cada dia que passa final dessa legislatura se aproxima. Cada um si digne a insufrar a sua posição, passando imagem de   querer resolução e viabilizar o país,  está tacanha tática tem sido o cerne da atuação dos avessos, por isso, montaram com toda pompa a viagem ao país vizinho em busca de solução  (aliás, interesses )

Não será coisa ócio encontrar solução que satisfaz as partes em contenda, porque muitas coisas estão em jogo- apontando já para  eleição, entretanto,  ninguém está malhada para se ceder baste ver o triângulo, nem o CEDEAO terá  a outorga para fazer as partes conceder a sublimação da sua estratégia longo e curto prazo, todavia, os organismos internacionais deviam a muito perceber com estes governos arranjados só adiam problemas, porém,  temos um governo até legitimado pelo supremo só cabe as partes assumirem as suas responsabilidades, ainda que: qualquer solução constitucional  para governação são todos legítimas e está na hora de aprendemos de uma vez viver na democracia, cujo o praxe é: governa quem tem maioria.

Sempre são eles, o PAIGC e o PRS,  contudo, há quem de forma omissa esquece que os 15 e presidente jomav pertencem a mesma agremiação  (paigc) Só que subversivos são expulsos e respondem por si e de forma unilateral, juntaram com PRS e formaram maioria absoluta, já agora, o novo noivado entre renovadores e libertadores está longe de se concretizar 

Maquiavel está vivo ainda,  porque tem seus discípulos, por isso será miragem ver as partes assinarem de pé um acordo político, sim, qualquer pacto será sinuoso para próprios assinantes, Bissau terá não só temperatura climática mais também política por largo período, mais tarde ou mais cedo esses atores vão ter que travar briga no partido e na eleição,  não há engenharia que  trava isso.  Convém voltarem para Bissau e se poupem, nos poupem .

Carlos Sambu
OBS: Todas as opiniões aqui editadas são da inteira responsabilidade do seu titular (autor)

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público