sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Adama Barrow regressa à Gâmbia

Gambia Adama Barrow gewählter Präsident (picture-alliance/AP Photo/J. Delay)O novo Presidente da Gâmbia Adama Barrow chegou ao fim da tarde desta quinta-feira (26.01) ao seu país, uma semana depois da tomada de posse em Dacar e após cinco dias da partida para o exílio na Guiné Equatorial de Yahya Jammeh, o epílogo de uma crise que durou seis semanas.
Adama Barrow, que recebeu no aeroporto da capital senegalesa os cumprimentos de despedida do Presidente senegalês, Macky Sall, e do seu primeiro-ministro Mahammad Boun, Abdallah Dionne, viajou a bordo de um avião militar com o emblema da CEDEAO.
Na sua viagem para Banjul, capital gambiana, Barrow foi acompanhado do enviado especial da ONU para a África Ocidental e Sahel, Mohamed Ibn Chambas, que informou o Conselho de Segurança da situação, numa sessão à porta fechada.

Antes da sua partida, Chambas, em conferência de imprensa na capital senegalesa, reafirmou o apoio da comunidade internacional ao Presidente gambiano, Adama Barrow. Segundo ele, se a crise gambiana terminou com o regresso do chefe de Estado ao seu país, foi graças à chamada "diplomacia preventiva".
"Trata-se da diplomacia preventiva que foi possível o seu exercício graças a uma mobilização dos atores regionais em perfeita coordenação com a comunidade internacional e no estrito respeito da Constituição gambiana e dos princípios do direito internacional. Como é evidente, este sucesso da diplomacia preventiva deve ser consolidado através de uma transição pacífica, segura e ordenada”.

Alguns gambianos refugiados em Dacar começaram também a regressar ao país de origem enquanto outros seguirão o exemplo nas próximas horas, porque querem acompanhar o novo Presidente Adama Barrow na sua missão.
Rispito.com/DW, 27-01-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público