quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Incerteza política continua na Guiné-Bissau

Os tradicionais cumprimentos de novo ano que habitualmente decorria  de forma conjunta alegre e respeitosa entre as instituições da republica, este ano, tudo parece a conta-gotas e quase sem interesse nenhum.

No passado, dia 9 de Janeiro, um pouco mais de uma dezena de politicos entre dirigentes e deputados predominantemente do PRS foram apresentar os cumprimentos de Novo Ano ao PR José Mário Vaz, sem presença oficial de um único elemento do partido PAIGC.

No dia 10 de Janeiro, os deputados do PAIGC foram apresentar cumprimentos do novo ano ao Presidente de ANP, Cipriano Cassama, também sem a presença de um único elemento do PRS.
Com um discurso de Cassama a dizer que nunca foi e nem será hostil a nenhum primeiro-ministro, mas pediu ao PR de voltar a trás e de cumprir o acordo de Conacri.

Tudo continua numa incerteza total quanto ao que poderá der e vier, perante a contagem decrescente dos dias exigidos por lei perante um governo. Ou seja, o novo governo da Guiné-Bissau tem até o próximo mês para entregar à Assembleia Nacional Popular a proposta do seu programa, caso contrário, de acordo com a Constituição, entra em caducidade de funções.

O que  terá pesadas consequências políticas, sendo o Presidente da República obrigado a exonerar o Executivo, tal como aconteceu com o Governo do Carlos Correia e do  Baciro Djá.

Um Governo que também está a confrontar-se com a questão de aplicação de possíveis sanções aos políticos que estariam a inviabilizar a implementação do Acordo de Conacri. Tratando-se de uma possibilidade que, segundo fontes diplomáticas, está a ser avaliada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

No meio deste cenário, o Governo do primeiro-ministro Umaro Sissoco procedeu recentemente a exonerações de governadores regionais e administradores sectoriais.

São vários capítulos em frente, mas todos embrulhados de muita incerteza e bastante preocupação para todos, principalmente os mais vulneraveis.
Rispito.com, 11-01-2017


Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público