terça-feira, 18 de abril de 2017

Lesmes Monteiro em refugio apela a nova manifestação contra o Presidente da República

LesmesMonteirofotoBIssauO porta-voz do Movimento dos Cidadãos Conscientes e Inconformados, Lesmes Monteiro, depois de um internamento numa das clínicas de Bissau na sequência das violências sofridas a 14 de Abril, encontra-se atualmente refugiado numa das instituições de caris social e religioso na capital, juntamente com alguns membros do movimento, e já agendou para 22 de Abril mais uma manifestação contra o Presidente da República, que responsabiliza pela atual crise politica.
As violências de que foi alvo Lesmes Monteiro, perpetrada por desconhecidos, levou o Movimento Nacional da Sociedade Civil a emitir um comunicado em que apela às autoridades competentes da Guiné-Bissau para investigarem as circunstâncias em que ocorreu o espancamento do ativista cívico do Movimento de Cidadão Conscientes e Inconformados

A Sociedade Civil diz estar preocupada com o ocorrido, argumentando que “o país é um Estado de Direito democrático, onde ninguém deve ser perseguido, excluído ou violentado pela sua opinião e manifestação sobre uma determinada situação relativo a Governação”.

O Movimento Nacional da Sociedade Civil apela ao Presidente da República “a usar a sua magistratura de influência para a saída da crise sociopolítica que ainda persiste na Guiné-Bissau”.

As organizações da Sociedade Civil condenam, por isso, o espancamento do ativista Lesmes Monteiro, apelando igualmente à Comunidade Internacional para acompanhar a situação política prevalecente no país.
Rispito.com/e-Global, 17-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público