quinta-feira, 12 de abril de 2018

Situação política na Guiné-Bissau dificulta trabalho no país

A diretora de operações do Banco Mundial para a Guiné-Bissau, Louise Cord, afirmou que a atual situação política no país está a dificultar o trabalho da organização no apoio ao combate à pobreza.

Image result for Louise Cord banco mundialA atual situação política torna difícil, para nós, conseguirmos desempenhar as funções para as quais temos mandato", afirmou a responsável, aos jornalistas, no final de um encontro com o Presidente guineense, José Mário Vaz.

Louise Cord afirmou que o Banco Mundial aguarda a realização de um "Conselho de Ministros que possa tomar decisões" necessárias e que as "eleições ocorram como previsto no final do ano".

"Temos uma estratégia para apoiar a Guiné-Bissau nos próximos três anos e gostávamos de continuar a implementar esta estratégia para a reduzir a pobreza, mas é muito importante para nós que exista um Governo efetivo com o quem possamos implementar estes programas e espero que isso aconteça brevemente", salientou.

Louise Cord sublinhou, nas suas declarações, que a Guiné-Bissau tem dos maiores índices de pobreza do continente africano e dos piores indicadores de desenvolvimento humano.

O Banco Mundial tem projetos de apoio à redução da pobreza e ao desenvolvimento na Guiné-Bissau, nomeadamente na educação, saúde e energia.

A Guiné-Bissau vive há cerca de três anos um impasse político.

Desde as últimas legislativas, realizadas em 2014, o Presidente guineense já nomeou seis primeiros-ministros.
Rispito.com/Noticia ao Minuto, 12-04-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público