terça-feira, 28 de agosto de 2018

Organizações da Sociedade Civil pede o desbloqueio de fundos para as eleições

O Grupo das Organizações da Sociedade Civil para as Eleições (GOSCE) instou esta segunda-feira 27 de agosto a Comunidade Internacional para acelerar o processo de desbloqueamento dos fundos para as eleições legislativas previstas para novembro, de modo a viabilizar um cronograma a ser actualizado para estas eleições. 

Em comunicado de imprensa, o GOSCE incitou também o Governo a convocar o parlamento, os partidos políticos, as organizações da Sociedade Civil e todos
os parceiros internacionais implicados no processo para denir um novo cronograma eleitoral e deste modo anunciar o início efectivo do recenseamento eleitoral.

O GOSCE apelou também a suspensão de anúncios da campanha que estão a ser levados a cabo nos órgãos de Comunicação Social sobre o início do recenseamento com vista a actualização e melhoria dos conteúdos a serem difundidos.

Outra situação levantada pelo grupo está ligada ao lançamento do recenseamento a 23 de agosto que consideram sem condições técnicas, operacionais, matérias e nanceiras para que as pessoas possam realizar  os seus registos. “O lançamento ocial do recenseamento não foi acompanhado com o início efectivo do recenseamento eleitoral em todo o espaço nacional e na diáspora”, 
lê-se no comunicado.

Como nota positiva o GOSCE realçou os esforços que estão a ser empreendidos, destacando a  elhoria das instalações para o funcionamento do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), tornando-as mais adequadas para a gestão eleitoral, e a disponibilidade de Timor Leste em apoiar as autoridades nacionais no processo eleitoral, com a disponibilização de uma equipa técnica que se vai instalar no país para o efeito.
Rispito.com/e-Global, 28-08-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público