quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Forças de defesa e segurança da Guiné-Bissau têm sido “orgulho nacional” 

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e fatoO Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, afirmou hoje que as forças de defesa e segurança do país têm sido um "fator de orgulho nacional" por manterem o clima de paz e segurança nos últimos anos.
"Quero aproveitar esta ocasião para deixar uma palavra de profunda gratidão às nossas forças de defesa e segurança que trabalharam arduamente ao longo dos últimos quatro anos e seis meses para manter o clima de paz civil e segurança interna que hoje desfrutamos no país", disse José Mário Vaz.
O Presidente guineense falava durante a cerimónia de apresentação de cumprimentos do poder legislativo, judicial, liderança das forças de defesa e segurança, sociedade civil, líderes religiosos e representantes das artes e do desporto.
Num breve discurso, José Mário Vaz realçou o "papel  e apartidário das forças de defesa e segurança que têm sido um fator de orgulho nacional e sinónimo de maturidade".
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em péA imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé"Enquanto comandante supremo das Forças Armadas quero reafirmar o meu apoio e encorajar as chefias militares a continuarem distantes das querelas políticas, reservando-se à sua função constitucional de garante da integridade territorial e da segurança coletiva", disse.
Salientando que este ano há uma missão clara que é organizar e realizar eleições legislativas, José Mário Vaz disse também que é chegada a hora de os guineenses darem as mãos e fazerem mais pelo país e a população.
Na quinta-feira, o Presidente guineense vai receber cumprimentos do corpo diplomático e representantes das organizações internacionais presentes no país.
Rispito.com/Lusa, 09-01-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público