quinta-feira, 24 de outubro de 2019

CNE vai tornar a utilizar os registos das legislativas

mediaDepois de meses de polémica entre o poder e partidos de oposição sobre o registo eleitoral, a plenária da Comissão Nacional de Eleições decidiu ontem que os cadernos eleitorais utilizados nas legislativas de 10 de Março - que por falhas técnicas excluíram cerca de 25 mil eleitores - são "os válidos e únicos que serão utilizados nas presidenciais" agendadas para 24 de Novembro, conforme aliás foi recomendado pela CEDEAO.

Na sequência das suas deliberações, os membros plenários da CNE optaram por basear-se novamente nos cadernos eleitorais utilizados nas eleições legislativas, com algumas correcções, para se acabar com a suspeição em relação aos cerca de 25 mil eleitores que não têm os nomes nos ficheiros eleitorais. Isto apesar de os partidos de oposição considerarem que as correcções efectuadas pelo governo não têm enquadramento legal e que um recenseamento de raiz teria sido a solução adequada.

Alguns candidatos às presidenciais de Novembro, entre os quais o actual Presidente guineense, José Mário Vaz, viram nessas correcções, uma tentativa de fraude por parte do Governo que, por sua vez, ao desmentir as acusações, argumentou que apenas estava a tomar precauções em conformidade com a lei.
Rispito.com/RFI, 23-10-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público