domingo, 27 de outubro de 2019

Ministério do Interior investiga morte de manifestante em Bissau

O Ministério do Interior da Guiné-Bissau lamentou, em comunicado divulgado à imprensa, a morte de um manifestante "supostamente" ocorrida durante a marcha  deste sábado e decidiu abrir um inquérito independente.

No comunicado divulgado à imprensa, o Ministério do Interior lamenta, a morte de uma pessoa "supostamente" ocorrida hoje durante a manifestação e decidiu abrir um inquérito independente. Caso seja provado que a polícia usou da força na repressão da manifestação, o minsitério garante que as autoridades policiais serão responsabilizadas.

Esta tarde o chefe de Estado José Mário Vaz recebeu os partidos que organizaram a marcha, PRS, MADEM-G15 e APUDGB, no final do encontro o Presidente e os partidos condenaram a carga polícia, dizendo que não é normal num Estado de Direito, e lamentaram igualmente a morte de um manifestante.

O PRS, MADEM-G15 e APUDGB saíram hoje à rua para contestar a forma como estão a ser organizadas as eleições presidências marcadas para 24 de Novembro. Os partidos pretendiam ainda protestar contra o que dizem ser "a má governação do país" e pedir esclarecimentos sobre a proveniência das duas toneladas de droga que foram apreendidas pela polícia.

A marcha tinha sido proibida pelo governo, ontem ministério do Interior tinha enviado uma carta aos organizadores onde explicava que o protesto não podia sair à rua pelo facto do executivo não conseguir garantir a segurança necessária à manifestação.
Rispito.com/DW, 27/109/2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público