segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Supremo Tribunal rejeita sete candidaturas e admite 12

Guinea-Bissau Wahlen (Getty Images/AFP/Seyllou)Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau rejeita sete candidaturas às eleições presidenciais e admite outras 12, segundo a lista provisória divulgada.

Segundo uma lista provisória fixada esta segunda-feira (14.10.) nas instalações do Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau, foram rejeitadas sete candidaturas às eleições presidenciais, marcadas para 24 de Novembro e admitidas 12.

O Supremo Tribunal de Justiça admitiu como candidatos às presidenciais aqueles que os analistas consideram como favoritos às eleições de 24 de Novembro. 

A justiça aceitou os nomes de Domingos Simões Pereira, apoiado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Mutaro Intai Djabi, independente, Baciro Djá, do Frente Patriótica de Salvação Nacional (Frepasna) e Vicente Fernandes, do Partido de Convergência Democrática (PCD), António Afonso Té, do Partido República da Independência para o Desenvolvimento (PRID), Gabriel Fernando Indi, Partido Unido Social Democrático (PUSD), Nuno Gomes Nabian, Assembleia do Povo Unido - Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), Carlos Gomes Júnior, independente, Iaia Djaló, Partido Nova Democracia (PND), Idrissa Djaló Partido da Unidade Nacional (PUN), José Mário Vaz, independente, e Umaro Sissoco Embalo, do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15).

Alaje Dijmo, Armando Có, Nancy Okeigwe, Jorge Otinta, Luís Nancassa, Impossa Ié e Nadeem Cabral de Almada foram os candidatos rejeitados pelo Supremo Tribunal de Justiça e têm agora 48 horas para apresentar a sua reclamação.

A Guiné-Bissau realiza eleições presidenciais a 24 de Novembro, a segunda volta do escrutínio, caso seja necessária, vai decorrer a 29 de Dezembro.

A campanha eleitoral vai decorrer entre 01 e 22 de Novembro.

O Supremo Tribunal de Justiça fixa a lista definitiva dos candidatos às presidenciais na próxima quarta-feira (16.10.).
Rispito.com/DW, 14/10/2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público