terça-feira, 11 de agosto de 2020

Covid-19: Cerca de 1,5 milhões de euros entregues à Guiné-Bissau

Mali, Guinea-Bissau confirm 1st coronavirus cases

A União Económica Monetária da África Ocidental (UEMOA) entregou hoje à Guiné-Bissau cerca de 1,5 milhões de euros para a compra de equipamentos sanitárias no âmbito do combate ao novo coronavírus.
O donativo foi entregue ao Alto-Comissário da Luta contra a covid-19, Aladje Baldé, por Joãozinho Mendes, comissário da UEMOA encarregado do mercado regional e cooperação.
Uma parte do apoio foi dada em materiais e a outra em cheque.

Joãozinho Mendes destacou que o gesto da UEMOA para com a Guiné-Bissau se enquadra no âmbito de apoios que a organização está a dar a todos os oito países do bloco.
"Este apoio é no âmbito da solidariedade e complementaridade que são os símbolos da UEMOA", observou o jurista guineense Joãozinho Mendes, sublinhando ser uma resposta da organização às decisões da última conferência de chefes de Estado e de Governo do bloco, realizada em 27 de abril, por videoconferência.

Fazem parte da UEMOA, Guiné-Bissau, Burkina-Faso, Benim, Costa do Marfim, Mali, Níger, Senegal e Togo.

A Guiné-Bissau regista mais de 2.000 casos acumulados de covid-19, incluindo 27 vítimas mortais.
Rispito.com/Lusa, 11/08/2020

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público