terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Adesão à greve da Função Pública "acima dos 85%"

A adesão é "grande," as escolas estão paralisadas, afirma a União Nacional dos Trabalhadores da Guiné-Bissau. A greve deverá prolongar-se até sexta-feira.
A greve geral para reivindicar o cumprimento da lei na contratação de funcionários públicos está a ter "uma grande adesão", revelou esta terça-feira (05.01) à agência Lusa o secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (UNTG).

A participação ultrapassa os 85% e "as escolas públicas estão com adesão de 100%", disse Júlio Mendonça, salientando que só os funcionários das alfândegas não aderiram à greve na sua totalidade.

Além do cumprimento da lei de contratação na Função Pública, a UNTG pede a revogação de todos os despachos "ilegais" promovidos por diferentes ministros relativos à contratação de funcionários públicos. Segundo o secretário-geral da UNTG, o Governo criou uma comissão que fez um levantamento exaustivo de todas as violações legais, com recomendações, mas, até agora, nada foi cumprido.
Rispito.com/DW, 05-01-2021

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público