sábado, 30 de novembro de 2013

Paulo Torres assina contrato como selecionador nacional de futebol da Guné-Bissau

O técnico português Paulo Torres assinou, esta sexta-feira, 29 de Novembro, um contrato de trabalho com o Governo de transição, para dirigir e orientar a Selecção Nacional de Futebol da Guiné-Bissau.

O documento foi rubricado entre o ministro guineense dos Desportos, Alfredo Gomes, e o técnico português Paulo Torres, na presença do Presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB) Manuel Irénico Nascimento Lopes, com a validade de três anos e renovação no final de cada época desportiva.

Falando à PNN depois da cerimónia, Paulo Torres agradeceu aos guineenses e às autoridades desportivas da Guiné-Bissau pela confiança depositada em si, indicando aos Presidentes do clube que o futebol do país vai mudar.

O novo seleccionador nacional afirmou que vai dedicar-se ao máximo pela Guiné-Bissau, trabalhando com as condições que tem: «As condições que eu tenho são aquelas que eu terei para trabalhar, formar, e unir o povo em prol do futuro do projecto Selecção Nacional», disse Paulo Torres.

O técnico português avisou que a pressão faz parte da sua vida, pelo que não vai permitir que alguém se intrometa naquilo que é a sua responsabilidade máxima para com a Guiné-Bissau, esclarecendo que a escolha sobre aquilo que se vai fazer é apenas sua decisão.

Em relação aos treinos da selecção nacional no estrangeiro, Paulo Torres informou que este princípio não faz parte da sua orientação, justificando que os guineenses merecem ser informados sobre a sua selecção e ter a equipa nacional por perto.

Durante o acto, Paulo Torres anunciou ainda que a sua equipa técnica é composta por Marcelo Mendonça e Paulo Gonçalves, pessoas que disse ser da sua confiança.

Para o Presidente da FFGB, Manuel Irénico Nascimento Lopes, este foi um processo de longa caminhada, de muitas barreiras e uma etapa difícil que culminou com a assinatura deste convénio.

Depois da formalização, Alfredo Gomes destacou as qualidades do técnico português enquanto jogador de futebol, de entre outros aspectos.

O governante exortou ainda o Executivo no sentido de honrar os compromissos do acordo assinado com Paulo Torres, desejando muita sorte aos trabalhos da selecção nacional da Guiné-Bissau.

Os valores da contratação do novo seleccionador nacional não foram revelados.
PNN - 29 de Novembro de 2013

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público