quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

17 de Fevereiro, dia do Professor guineense

Comemora-se hoje, 17 de Fevereiro, dia do Professor guineense. O palco central da comemoração desta efeméride foi na escola de formação 17 de Fevereiro perante os parceiros nacionais e internacionais.

No discurso alusivo a data, a ministra da Educação Nacional entende que qualquer país que queira estar na senda de desenvolvimento deve apostar no sector educativo, na medida em que o índice do desenvolvimento humano mede-se pela oferta da educação, da saúde pelo nível de saneamento básico, pelo grau da instrução da sua população. “Reforçar o Capital Humano e Melhorar a qualidade de Vida de Cada Cidadão.”

Maria Odete Costa Semedo adiantou um país com alta taxa de analfabetismo e de desistência das crianças e adolescentes da escola é um país que vem adiando o seu desenvolvimento.

Nesta dinâmica, a governante sublinha que o seu Governo vem apostado na valorização da classe docente, com iniciativas de boas praticas, infelizmente hoje colocadas naquilo considera de terrível inédita, devido a crise política “injusta para com toda a sociedade.” 

Costa Semedo afirma que a sociedade guineense merece ter tempo de estudar, de pensar, teorizar, de experimentar as Ciências, porque a Guiné-Bissau tem direito ao desenvolvimento. 

“Para além dos pais, da família, e a escola. São os professores bem preparados!” Disse a ministra 

Na Guiné-Bissau um professor ganha salário mensal de 40 mil francos cfa menos de 70 dólares americanos. Como pensar num ensino de qualidade!
Rispito.com/Lai Baldé-Correspondente, 17-02-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público