segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Nome de consenso acordado em Conacri será conhecido no dia 17 em Abuja

Quem brinca ou goza consigo mesmo, pouco ou nada pode reclamar quando os outros fazem dele, de pouco importa no que para ele é vital.

Guiné-Bissau continua num país estagnado, onde os políticos não se entendem e o custo do desentendimento continua em soma constante de despesas nas andanças de um lado para outro dos políticos. 
Mais uma despesa em vão, no gasto com a comitiva liderado pelo presidente do parlamento guineense, Cipriano Cassama, na deslocação para Conacri destinado a pedir a divulgação do relatório do acordo de Conacri, assinado pelos politicos da Guiné-Bissau.
Tudo porque, Alpha Condé o responsavel encarregue pela CEDEAO para mediar a crise política guineense, só vai divulgar o nome da figura de consenso alcançado nas reuniões de mediação em Conacri, na Cimeira dos Chefes de Estados da CEDEAO, a decorrer no dia 17 de Dezembro em Abuja, Nigéria.
Atitude que suscita muitas dúvidas e interpretações difusas que aparentam de que a forma como o acordo está a ser materializado não  deve ser o mesmo que levou aceitação de assinatura das partes envolvidas.
Seja como for, espera-se idoneidade e muita responsabilidade pela equipa mediadora para o bem do país e do povo guineense.
Rispito.com, 05-12-2016

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público