terça-feira, 14 de março de 2017

Presidente da ANP debate  proposta para saída da crise com ausência e recusa do PRS

ciprianoCassamaGB02Com a ausência do PRS, os partidos políticos com acento parlamentar e a sociedade civil guineense, estiveram esta segunda-feira, 13 de marco reunidos com o Presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP) Cipriano Cassamá para analisarem a proposta de saída da crise política que o líder do parlamento guineense entregou semana passada ao Presidente da República, José Mário Vaz.

À saída do encontro, o presidente do PAIGC, Domingos Simão Pereira, disse que seu partido concorda com a proposta, que pode ser viável para a saída da crise política. “Concordamos com a iniciativa do presidente da ANP, pensamos que se for aceite pode nos ajudar a ultrapassar atual crise”, referiu.

A mesma opinião teve Vicente Fernandes, líder do Partido da Convergência Democrática (PCD), que também concordou com a iniciativa de Cassamá, e lamenta a forma com que o Presidente da República insiste em bloquear a Guiné-Bissau.

Agnelo Regala, presidente da União para a Mudança (UM), na mesma ocasião adiantou que se a referida proposta for aceite pelo Presidente da República, pode ser uma nova oportunidade para implementação de Acordo de Conacri. “Tomamos parte nesta reunião para mostrar que o nosso partido continua aberto ao diálogo em busca de saída para esta crise”, sublinhou.

Iaia Djalo do Partido da Nova Democracia (PND), ex-conselheiro do Presidente da República, disse que documento em causa foi bem enquadrado, com base no Acordo do Canacri, e que pode ajudar a por fim a crise.

Em representação da Sociedade Civil, Jorge Gomes elogiou a proposta, contudo sublinha que a sociedade civil precisa de tempo para a sua análise. “Foi uma boa proposta, concordamos, mas como sabem temos uma organização vasta vai, vamos comunicar aos nossos associados, e prometemos que até ao dia 14 vamos entregar a ANP a nossa resposta da em relação à posição da sociedade civil da Guiné-Bissau”.

PRS o único partido com assento parlamentar ausente do encontro, já se pronunciou que não está e nunca estará de acordo com esta proposta de Cipriano Cassama.
Certorio Biote, lançou dura critica a postura de Cipriano Cassama de não ter falado primeiro com os partidos antes de entregar ao PR e ainda acusaram-no de perca de legitimidade de mediar porque dizem que ele faz parte do problema.
Rispirto.com/e-Global, 14-03-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público