quarta-feira, 26 de abril de 2017

LIGAÇÃO ENTRE BISSAU E ARQUIPÉLAGO DOS BIJAGÓS COMEÇA SEXTA-FEIRA

O Governo da Guiné-Bissau apresentou hoje (26 de Abril) publicamente os dois barcos que vão fazer a partir de sexta-feira as ligações regulares de transporte de passageiros e de mercadorias entre Bissau e o arquipélago dos Bijagós.

Os barcos, Bijagós e Lumaroy, são propriedade da empresa espanhola Consulmar, que vai garantir a partir de sexta-feira ligações a Bubaque, Bolama, Enxude e Catió.
"Estamos preparados para começar a trabalhar com dois barcos na Guiné-Bissau e estabelecer um serviço de transporte fluvial de passageiros e mercadorias com elevada qualidade e segurança", afirmou o diretor-geral da empresa espanhola, Ramon Zubiaga Garteiz.

Segundo Ramon Zubiaga Garteiz, o Bijagós está direcionado para transporte de passageiros, tendo capacidade para 80 passageiros, e o Lumaroy para transportar carga, mas também pode transportar pessoas.
"Temos também duas lanchas rápidas destinadas ao transporte de turismo", disse.
O objetivo da Consulmar é ir entre três e cinco vezes por semana a Bubaque, Bolama e Enxude.

"Estas duas embarcações irão colmatar parte do problema das ligações às ilhas e esperamos no futuro ter mais embarcações a fazer a ligação entre a parte continental e as ilhas", afirmou o ministro do Turismo guineense, Fernando Vaz.
Nas declarações aos jornalistas, Fernando Vaz recordou que aquelas embarcações vão reduzir o isolamento das populações das ilhas e promover a integração nacional e do turismo, desenvolvendo o setor dos transportes marítimos para valorização do potencial económico do país.

As ligações vão "aumentar o movimento de pessoas e bens, gerando riqueza e a luta contra pobreza", disse.
O primeiro-ministro guineense, Umaro Sissoco Embaló, recordou, no seu discurso, que um dos objetivos do Governo é criar emprego, sobretudo para os jovens, e desenvolver e melhorar infraestruturas para o bem-estar da população.
"Creio que a partir de agora os resultados do trabalho do Governo começam a ser visíveis", afirmou.
Umaro Sissoco Embaló salientou que o Governo guineense está disponível para "abraçar mais projetos" que contribuam para o desenvolvimento, sublinhando que é um homem de falar pouco e fazer mais.

Os bilhetes entre Bissau e as ilhas vão custar entre 7.500 francos cfa (cerca de 11 euros) em primeira classe, 4.500 francos cfa (cerca de 6,80 euros) em segunda classe) e 3.500 francos cfa (cerca de 5,300 euros) em terceira classe.
Rispito.com/Lusa, 26-04-2017

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público