quinta-feira, 6 de setembro de 2018

LGDH denuncia pressão política sobre a PJ

A Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH) denunciou hoje, em comunicado, pressões políticas exercidas por um deputado contra a Polícia Judiciária do país, por causa doassassínio ocorrido na semana passada em Biombo.

"Infelizmente, a Liga Guineense dos Direitos Humanos dispõe de informações fidedignas de pressões injustas e totalmente inaceitáveis de um deputado da Nação eleito naquela região, tentando em vão obter a liberdade dos detidos em troco de dividendos políticos", pode ler-se no comunicado divulgado nas redes sociais.

A PJ guineense anunciou a detenção de 12 pessoas por envolvimento no ataque a uma família da região de biombo, que culminou com a morte de um homem. Durante o ataque, uma mulher foi violada e outras pessoas ficaram feridas, incluindo crianças entre um e quatro anos de idade.

"A LGDH está a acompanhar minuciosamente este processo até à sua conclusão, visando a tradução à justiça dos supostos autores morais e materiais daqueles atos hediondos", salientou.

No comunicado, a organização não-governamental guineense, que vigia o cumprimento dos direitos humanos na Guiné-Bissau, exortou também os políticos guineenses a "absterem-se da prática de atos tendentes à obstrução da atividade judicial e, por conseguinte, promover a impunidade".

"Em caso da persistência destes comportamentos vergonhosos e indignos para com as funções de um representante do povo, a LGDH não hesitará em denunciá-lo publicamente", advertiu a organização não-governamental. 
Rispito.com/Lusa, 06-09-2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público