quinta-feira, 25 de julho de 2019

PAM preocupado com nível de anemia nas crianças e mulheres guineenses

Image result for Programa Alimentar Mundial (PAM) na Guiné-BissauA representante do Programa Alimentar Mundial (PAM) na Guiné-Bissau, Kyomi Kawaguchi, está preocupada com o nível de anemia nas crianças e mulheres guineenses, citando o caso do arquipélago dos Bijagós em que 80% de crianças são afetadas.
Naquelas ilhas a sul da Guiné-Bissau muitas crianças com menos de cinco anos sofrem de anemia severa, referiu a representante do PAM, citando os resultados de um recente estudo sobre a má nutrição materno-infantil, hoje apresentado em Bissau.
Entre as mulheres guineenses, 44% são consideradas anémicas, a partir de um estudo realizado em 2015, a mesma proporção que já vinha de uma análise de 1999, indicou Kyomi Kawaguchi.

Image result for Kyomi KawaguchiO nível de anemia nas mulheres e crianças guineense tem estado a favorecer o desenvolvimento de casos de nanismo (deficiência no crescimento) no país, com proporções alarmantes, acrescentou a responsável do PAM.
Segundo a representante do PAM, o nanismo situa-se na ordem dos 27,6 % na Guiné-Bissau, afectando mais de uma criança em cada três crianças.

A região de Oio (centro do país) é aquela que apresenta a "situação mais alarmante com 35%" de casos do nanismo nas crianças, Bafatá, no leste com 34% e Gabú, também no leste, com 30%.
"O nanismo não só afeta a estatura física como também o desenvolvimento intelectual, cognitivo e emocional da criança na escola, bem como interfere com a vida laboral dos adultos", observou a responsável do PAM na Guiné-Bissau.

Kyomi Kawaguchi notou ainda que na Guiné-Bissau há três indicadores diretos que demonstram a desnutrição de crianças: Atraso de crescimento, anemia e sobrepeso. De acordo com a representante do PAM "nenhum desses indicadores mostra melhorias nos últimos anos".

A nova ministra da Família e Proteção Social considerou que perante os dados revelados pelo estudo "é preciso uma reflexão nacional" sobre que estratégia para melhorar a situação da criança e mulher na Guiné-Bissau.
Rispito.com/RTP Noticias, 25-07-2019

Sem comentários:

Publicar um comentário

ATENÇÃO!
Considerando o respeito pala diversidade, e a liberdade individual de opinião, agradeço que os comentários sejam seguidores da ética deontológica de respeito. Em que todas as pronuncias expressas por escrita não sejam viciadas de insultos, de difamações,de injúrias ou de calunias.
Paute num comentário moderado e educado, sob pena de nao sair em público